Benefícios das artes marciais no desenvolvimento infantil

As artes marciais vão muito além da luta em si! Elas contribuem para o ensinamento de valores e cuidados com a saúde, fatores ideais para o desenvolvimento infantil.

Além de reforçar atitudes como respeito ao próximo, hierarquia, disciplina e competição saudável, as crianças que têm dificuldade em lidar com sentimentos como a raiva, ansiedade e insegurança aprenderão a administrá-las de forma benéfica.

Artes Marciais e o desenvolvimento infantil

Artes marciais é um conjunto de estilos de luta que usam técnicas de defesa e ataque. Algumas modalidades são:

– Capoeira

Capoeira é de origem afro-brasileira e faz parte da expressão cultural do país. Ela engloba arte marcial, esporte e música por meio de movimentos de luta, acrobacias e percussão. A capoeira não se luta, capoeira se joga.

Praticar capoeira contribui no desenvolvimento de habilidades físicas, mentais e sociais.

A musicalidade e a ginga são duas características que distinguem a capoeira das demais artes marciais. Isso porque, além de jogar, o capoeirista precisa tocar os instrumentos e cantar. É durante o jogo que ele se expressa corporalmente por meio da ginga, que são movimentos que preparam para o golpe ou para a defesa.

– Karatê

Karatê, que significa “mãos vazias”, é uma arte marcial japonesa que inclui diversas técnicas de ataque e defesa pessoal com as mãos desarmadas.

A filosofia do caratê, como se escreve no Brasil, envolve uma atuação social positiva com os princípios de união, amizade, respeito e disciplina.

Além da atividade física ele ainda desenvolve o respeito ao adversário, domínio próprio, a determinação e a humildade.

– Kung Fu

Kung Fu é uma arte marcial milenar que surgiu na China a partir da observação aos movimentos dos animais.

A filosofia do Kung Fu preza pelo desenvolvimento mental antes do físico e é baseada nos princípios:

– Ser firme de caráter;

– Desprendido e disposto a ajudar o próximo;

– Ativo em todos os empreendimentos;

– Corajoso e heroico.

– Jiu-Jitsu

Especula-se que o Jiu-Jitsu tenha as mesmas origens do Kung Fu. Essa arte marcial usa o corpo como neutralizador para derrubar o oponente sem golpes traumáticos.

Com treinos regulares de Jiu-Jitsu se aprende muito sobre autoestima, disciplina e autocontrole, além de contribuir com a formação do caráter.

– Judô

O Judô, que significa “caminho suave”, é uma arte marcial que transmite valores essenciais como tolerância, motivação, autoestima, companheirismo, solidariedade e trabalho em equipe.

A modalidade pratica o uso da não violência e é um esporte olímpico que ensina muito sobre autodefesa.

– Saúde

É inevitável que, além dos ensinamentos voltados para valores importantes e convivência em sociedade, seu filho será uma criança saudável, sem obesidade ou sedentarismo.

As artes marciais possibilitam o desenvolvimento dos movimentos, coordenação motora e consciência corporal.

– Disciplina e autocontrole

Seguir regras, cumprir horários, dedicação nos treinamentos e respeitar a hierarquia da academia estão correlacionadas com o aprendizado sobre disciplina e autocontrole.

Em qualquer uma das modalidades escolhidas nas artes marciais a criança terá que exercer esse domínio.

Em síntese, toda atividade física é relevante para a criança. As artes marciais não são diferentes e podem contribuir de forma transformadora na vida do pequeno.

Autoestima, disciplina, autocontrole, respeito ao próximo, promoção do desenvolvimento físico, combate da timidez e das doenças modernas, como obesidade são pontos positivos para inserir o seu filho em uma das modalidades de artes marciais. É importante ficar atenta na hora da escolha da academia, para garantir um ensino que respeite as tradições de cada modalidade e esteja preparada para atender crianças e suas especificidades.

Author: CardosoToys

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *